A revolução é constante e inegável. Todos os dias uma tecnologia surge ou é aprimorada, podendo mudar completamente requisitos pré-existentes na sociedade, no mercado e no desenvolvimento de soluções. É necessário não só acompanhar atentamente cada evolução e inovação, mas saber como aproveitar essas tecnologias.

Muito além de uma ferramenta para sair à frente da concorrência, o uso dessas tecnologias podem ser a própria solução oferecida. Mas, antes de saber quais são essas possibilidades das tecnologias emergentes e qual a influência dela sobre os negócios, é necessário compreender o conceito.

O que é uma tecnologia emergente?

As tecnologias emergentes são aquelas que tem potencial enorme de criar ou transformar o ambiente, o mercado e a sociedade, mas que ainda não se consolidaram. Como estão em constante evolução e ainda não foram plenamente exploradas, podem sofrer altos e baixos e, em um dia, ser a promessa da mudança e no dia seguinte algo apenas superestimado. Quase a mesma definição para startups de impacto e negócios inovadores né?

Glossário da Tecnologia Emergente

Para te ajudar a entender melhor quais são as techs emergentes e saber se você já usa alguma delas no seu negócio, em sua operação ou até se ela faz parte do seu serviço ou produto, criamos um Glossário da Tecnologia Emergente com os 25 termos que são, também, opções no cadastro da nossa vitrine de negócios de impacto.

Big Data

Big Data consiste na coleta, processamento e armazenamento de grandes massas de dados. Ela tem base no chamado 3Vs: velocidade (os dados são constantes e dinâmicos, não estáticos), volume (a massa de dados enorme e cresce constantemente) e variedade (diversos tipos de dados entrando no processo por vez). Por exemplo, o processamento de uma rede social como o Facebook pode ser considerada Big Data, pois possuem muitos dados, dinâmicos, de diversos tipos de entradas, que vem do mundo todo. O importante aqui para avaliar é se o BIG, grande, do Big Data, o volume alto de dados e variáveis é o que pesa.

Biotech (biotecnologia)

Segundo a ONU, “biotecnologia significa qualquer aplicação tecnológica que utilize sistemas biológicos, organismos vivos ou seus derivados, para fabricar ou modificar produtos ou processos para utilização específica.” (ONU, Convenção de Biodiversidade 1992, Art. 2). Nesse grupo, entram muitas soluções ligadas a estudos como genética e DNA humano, de animais e/ou plantas ou novos materiais bioquímicos para agricultura, indústria, alimentação e saúde.  

Blockchain

Muito mais do que a base de criptomoedas como o bitcoin,, o blockchain é uma rede de dados que funciona com blocos encadeados e seguros e esse método possibilita a rastreabilidade de um dado desde o seu início. Isso acontece porque um bloco traz uma “impressão digital” do bloco anterior. Essa é a tecnologia atrelada a fintechs, mas também a muitas iniciativas que lidam com desafios de privacidade, transparência de dados, tecnologias para governo,  rastreamento de cadeias produtivas da indústria e agricultura, por exemplo..

Chatbot

Provavelmente você já conversou com um chatbot. O chatbot é um sistema computacional que simula uma conversa humana por seja ela por texto ou por voz, respondendo questões ou realizando tarefas programadas. Exemplo disto são os chats automáticos de atendimento ao cliente e até mesmo os assistentes virtuais como a Siri, da Apple.

Computação cognitiva

É uma das possibilidades de aplicação da Inteligência Artificial. A computação cognitiva é a capacidade de sistemas computacionais processarem dados de forma similar à mente humana, conseguindo realizar decisões e raciocínios como um ser humano e de forma proativa. 

Data Mining

O Data Mining é uma técnica de mineração de dados realizada em bases de dados que consiste em extração e estrutura de informações relevantes para uso posterior, como tomadas de decisão.

Deep Learning

É a parte da Inteligência Artificial que configura parâmetros para que o sistema computacional realize uma aprendizagem dinâmica e automática, a fim de melhorar processos e respostas. É utilizada para realizar tarefas como reconhecimento de fala, identificação de imagem e realização de previsões.

Drones

O drone é um veículo aéreo não tripulado, pilotado remotamente e com supervisão humana e que pode ser controlado nos três eixos (direita/esquerda, frente/trás, cima/baixo). Pode ser utilizado para filmagens panorâmicas, entregas de produtos etc.

Energias renováveis

São fontes de energia que não geram ou geram pouco impacto ambiental negativo. Alguns tipos de energia renovável são: biomassa, geotérmica, maremotriz, solar, eólica etc.

Engenharia Genética

Técnicas de manipulação e recombinação de genes biológicos, podendo reformular, reconstituir, reproduzir ou criar seres vivos.

Geolocalização

É a estimativa ou identificação geográfica de um objeto ou pessoa, realizada por meio de radiofrequência, wi-fi e GPS. Ela é utilizada, por exemplo, no Google Maps e no Uber para identificar em que lugar o usuário se encontra.

Impressão 3D

É uma impressão de modelos tridimensionais, desenhados em um sistema de computador e impresso em matérias primas diferentes. Pode ser usada para criar protótipos, peças de montagem e outros objetos.

Inteligência Artificial

É a capacidade de dispositivos e computadores se comportarem de maneira próxima ao pensamento humano,sendo em perceber variáveis, resolver problemas ou realizar decisões.

Internet das Coisas (IoT)

É como objetos do dia a dia estão conectados e se comunicando com o usuário e entre si. Qualquer objeto pode ser conectado: relógio, geladeira, óculos etc.

Machine Learning

Mais um dos ramos da IA, é o aprendizado de máquina baseado em análise de dados automatizados, podendo identificar padrões e gerar tomadas de decisão com pouca ou nenhuma intervenção humana.

Moedas virtuais

Segundo a definição do Banco Central Europeu, moeda virtual é uma representação digital de valor não oficial e não emitida por um banco central ou instituição de crédito.  O Bitcoin é um tipo de moeda virtual muito aceita atualmente, mesmo que não oficialmente.

Nanotecnologia

É estudo e entendimento e controle da matéria em nanoescala, em escala atômica e molecular. É usada em desenvolvimento de materiais de várias áreas como medicina, ciência, computação, etc, para modernização de setores e soluções que diminuem o impacto ao meio ambiente.

Realidade Aumentada

A realidade aumentada permite que o usuário utilize elementos digitais sobrepostos ao cenário real, podendo interagir com ambos. Exemplo dessa utilização é o jogo Pokemón Go.

Realidade Virtual

É um ambiente virtual no qual o usuário pode se ver inserido como parte integrante do cenário, como se estivesse em um lugar real. A tecnologia consegue reproduzir imagem 3D, efeitos visuais e sonoros que permite a pessoa imergir no lugar.

Realidade Mista

Também conhecida como realidade híbrida, une realidade virtual e aumentada. Ou seja, além do usuário se ver dentro do ambiente/cenário ele também consegue interagir com ele como se estivesse no mundo real. Você pode ver um exemplo dessa tecnologia funcionando como método de aprendizagem neste vídeo (em inglês).

Redes neurais

São sistemas computacionais que funcionam como neurônios do cérebro humano. Eles possibilitam reconhecer padrões, correlações de dados e aprendizagem de máquina. As redes neurais vêm sendo aplicadas para visão computacional, tradução de máquina e até diagnósticos médicos.

Robótica

A robótica é a ciência que desenvolve tecnologias que consistem em circuitos integrados que controlam partes mecânicas e automáticas. Engloba sensores, sistemas de locomoção, sistema de processamento e consegue manipular objetos, obter informações e tomar decisões.

Sensores

Sensores são dispositivos com função de detectar e responder algum estímulo externo. Podem ser estímulos como luz, movimento, pressão, calor etc.

Visão computacional

Visão computacional é parte da inteligência artificial que estuda e busca desenvolver a modelagem e replicação da visão humana utilizando sistemas de computadores e hardware, ou seja, identificar proporção, cenários em perspectiva, identificar pessoas etc.

Wearables

É qualquer dispositivo tecnológico que possamos vestir ou usar como acessórios, como pulseiras e relógios inteligentes que medem pulsação, checam mensagem e até mesmo avisam caso a pessoa sofra uma queda. Importante: eles não precisam estar conectados a internet como os IoT.

Como essas tecnologias emergentes podem estar agregada ao seu negócio?

Uma das tecnologias pode ser base do seu produto, serviço ou até mesmo apoiar processos, monitoramento e gestão interna. No caso da Pipe, o foco é saber como essas tecnologias ajudam o seu serviço/produto a gerar ainda mais impacto, com mais qualidade e escala. Se não ficou satisfeito ou quer entender melhor como essas tecnologias aparecem em outros mercados que não só o de impacto socioambiental, a Liga Ventures analisou startups brasileiras que atuam com tecnologias emergentes e disponibilizaram em um documento gratuito que você pode acessar para conhecer melhor cada uma delas.