Você teve uma ideia de solução, já testou um produto ou seu serviço já está maduro o suficiente para crescer no mercado, mas você não sabe dizer em que etapa ele está. Parece familiar essa cena?


Se você tem dúvida sobre em que etapa seu negócio está, agora é a hora de saber tudo o que cada uma dessas fases significa e enxergar em qual posição sua solução melhor se encaixa neste momento do ciclo de vida.

Ter clara a posição em que seu negócio está faz toda a diferença para entender como seguir em frente, pensar em estratégias, planejar próximos passos e até mesmo para definir pitchs e apresentações para investidores.

 A Pipe.Social desenvolveu uma jornada baseada em uma leitura da curva de amadurecimento dos negócios, realizada pela Pipe e organizações do setor, e adotada por diversas organizações do setor de impacto no Brasil. A jornada aborda 9 etapas: Ideia, validação, protótipo, piloto, MVP (mínimo produto viável), organização, tração, pré-escala e escala. É possível que outras fontes de conhecimento tragam uma jornada diferente da descrita aqui, e é normal pois existem vários conceitos e formatos.

Jornada de crescimento de uma solução, desenvolvido pela Pipe.Social.

Para facilitar o entendimento, vamos usar um exemplo de uma empreendedora fictícia, a Lara, que teve uma ideia de criar uma nova plataforma online de ensino para apoiar mulheres que querem empreender. Vem ver como ele foi se desenvolvendo, etapa por etapa.

Etapa 1 – A Ideia | Observando o mercado e os problemas sociais, a Lara se incomodou com o pouco apoio que as mulheres recebem quando têm ideias e querem empreender. Vendo essa demanda, teve  uma ideia: proporcionar, por meio de uma plataforma online, um ambiente favorável ao desenvolvimento do empreendedorismo feminino, com conteúdos diversificados e uma comunidade de apoio. Ela pesquisou sobre o assunto, colocou no papel a sua ideia, definiu quem seriam seus clientes, fornecedores e já até conseguiu desenhar um canvas.

Etapa 2 – Validação da ideia | Depois de muito desenhar a proposta da nova plataforma, Lara precisou conversar com seus stakeholders para validar sua proposta. Ela buscou mulheres com o perfil de possíveis clientes para entender se a sua solução fazia sentido e se elas comprariam o produto. Também falou com outros empreendedores, mentores e profissionais das áreas de educação e tecnologia para validar seu formato de serviço. O resultado foi positivo: ela tinha uma ideia viável e com demanda no mercado!

3) É hora de experimentar – O protótipo | Essa é a hora de colocar a mão na massa e fazer o produto virar realidade. Lara pegou todos seus resultados, ajustou os detalhes com sugestões ouvidas durante a validação da sua ideia e agora começou a executar sua proposta: ela criou uma primeira versão da plataforma online, com os recursos básicos propostos e apresentou ela em funcionamento para um grupo de possíveis clientes. O propósito nesse momento é testar se a ideia, depois de tirada do papel, realmente funciona.

4) Piloto – testando no mundo real | O negócio de Lara já tem formato, ideia validada e produto modelado. Agora é a hora de colocar ele no mundo! Nesse momento, ela apresenta um produto mais consistente para consumidoras reais a fim de compreender se ele funciona bem, quais mudanças devem ser realizadas, como a usuária se sente na plataforma, o que falta e o que pode ser melhorado antes da sua versão para o mercado. Aqui está sendo feito um teste mais controlado, com um grupo de pessoas e sem necessariamente vender. Esse é o momento de visualizar se o protótipo consegue se aplicar (e sustentar) no dia a dia.

5) MVP – o Produto Mínimo Viável chegou | Mais conhecida pela sua sigla em inglês MVP (Minimum Viable Product), essa etapa define um meio de caminho: a Lara teve a ideia, validou, criou a primeira versão, testou com a consumidora final e agora tem a certeza de que a solução funciona. Mas é hora de testar também o modelo de negócio, ver se no mundo real, há clientes pagando pelos preços aplicados e satisfeitos com o custo benefício. É hora do  mercado comprovar que há demanda e que ela atende a necessidades reais.

6) Negócio começou a rodar bem, bora organizar tudo! | Chegou a etapa da organização. A Lara já validou a sua solução, está vendendo para clientes reais, o negócio está na rua e agora é a hora de estruturar a gestão da empresa, de pessoas, organizar os procedimentos internos e refinar o modelo de negócios. Essa fase é imprescindível para solidificar a organização, criar maturidade e melhorar seu crescimento. Para o negócio de impacto, é também momento de identificar e mensurar com mais qualidade os indicadores de impacto.

7) Tração | Com a empresa estruturada, organizada e preparada para novos desafios, a Lara conseguiu enxergar e compreender quais áreas tem maior potencial de crescer, aprendeu novas frentes de venda, possibilidade de contratações de equipe, maior recorrência de clientes, gestão financeira mais estruturada. Ela tem um negócio que já ocupou um lugar no mercado e trabalha com mais ritmo.

8) Pré-escala | O negócio está estruturado, organizado, com produto a venda no mercado e com potencial de crescimento rápido baseado no formato de venda que foi criado. A pré-escala pede planejamento para que esse crescimento aconteça da maneira correta e, para isso, é preciso entender as necessidades de estrutura e investimento para realizar esse salto com segurança.

9) Escala | O caminho foi longo, mas o resultado é sucesso! O negócio da Lara vende bem, tem uma estrutura de espaço e de pessoas consolidada e está crescendo com constância, é reconhecida e referência no seu setor de atuação. Inclusive ela acabou de conseguir um investimento alto para escalar mais ainda sua empresa!


E você, conseguiu encontrar em que fase da jornada a sua solução está?

É importante saber que o processo não é linear e é possível que você passe mais de uma vez por uma ou outra etapa. Pode ser que na hora de validar uma ideia, por exemplo, suas entrevistas e pesquisas revelem que a sua ideia ainda não está completa e está na na hora de voltar e repensar. E está tudo bem, pois desenvolver uma nova solução é caminhar e revisitar as etapas do processo até que ela se consolide.

Se você ainda não consegue enxergar a sua fase da jornada, faça um exercício: coloque no papel tudo o que você já fez até agora, as conquistas, se já houve venda, investimentos, etc. Isso vai ajudar na visão ampla e mais organizada do que foi realizado até o momento.